Archive for agosto, 2018

  1. O trigésimo dia da travessia – a arte do deserto

    Há dias que parecem existir apenas para nos contrariar. Ou nos testar. Acordei feliz pensando na Ingrid, a astrônoma nórdica de cabelos ruivos. Fui à tenda que servia de refeitório para buscar uma caneca de café e todos comentavam sobre a tradicional festa do trigésimo dia da travessia, que se realizaria naquela noite. Imaginei-me dançando […]

  2. A clareza nas relações

    Entrei na oficina de Loureiro, o sapateiro amante dos livros e dos vinhos, precisando desabafar. Ao perceber, antes que eu começasse a falar, ele me deu um forte abraço. Um aconchegante gesto de empatia e solidariedade, típicos daqueles que têm o mundo dentro do coração. Acomodou-me ao lado do antigo balcão de madeira e disse […]

  3. O vigésimo-nono dia da travessia – quando o deserto te arranca de ti.

    Acordei com a Ingrid, a bela astrônoma nórdica de cabelos ruivos, me entregando uma caneca de café fresco. Agradeci. Ela sorriu com os olhos para mim. Depois do ocorrido nos dois últimos dias, não era difícil perceber que os seus olhos tinham um brilho diferente. Uma luz típica daqueles que se alegram por ver o […]

  4. Do que são feitos os sonhos

    Li Tzu, o mestre taoísta, retirou as ervas da infusão e encheu as nossas xícaras com o chá. Sentado na mesa da cozinha, eu estava na pequena vila chinesa para mais um período de estudos sobre o milenar texto do Tao Te Ching. Meia-noite, o gato negro que morava na casa, nos observava deitado em […]

  5. O vigésimo-oitavo dia da travessia – a consciência do deserto

    Acordei bem cedo, com o céu ainda naquele tom de rosa típico de quando o dia amanhece sem que o sol tenha despontado no horizonte. Ingrid, a bela astrônoma nórdica, que quase morrera envenenada pela mordida de uma serpente no dia anterior, sentada ao meu lado, sorriu para mim. Senti-me aliviado. Embora ainda enfraquecida, ela […]