Archive for outubro, 2018

  1. O trigésimo-sétimo dia da travessia – o rádio do deserto

    Quando o caravaneiro chegou com o falcão para o treino da manhã eu já o aguardava. Ele arqueou os lábios em leve sorriso e me cumprimentou com um aceno de cabeça. Coloquei a grossa luva de couro e senti as garras firmes da ave em volta do meu braço esquerdo. Em pensamento, falei ao pássaro […]

  2. O trigésimo-sexto dia da travessia – as estrelas do deserto

    A travessia se aproximava do fim. À medida que os dias se passavam eu me sentia mais à vontade no deserto. Eu o entendia, ele me acolhia. De um lado, o desejo pela chegada; de outro, uma saudade que já se anunciava. Um relacionamento de início tormentoso, mas que, aos poucos, se tornava apaixonante, como […]

  3. O trigésimo-quinto dia da travessia – a anciã do deserto

    Eu tinha acordado bem-disposto. Era muito cedo. A caravana ainda dormia. A leste o céu começava a ganhar o tom rosado que antecede ao azul. Sem demora as estrelas se retirariam de cena. Em verdade, estariam lá, apenas ocultas pela cortina do dia. Os sentidos permitem ou limitam as percepções à medida de como lidamos […]

  4. O Sexto Portal – Os Oito Portais do Caminho

    “Você consegue ver o que existe do outro lado da janela?”, me perguntou o Velho, como carinhosamente chamávamos o monge mais antigo do mosteiro. Falei que não, pois o vidro do vagão estava opaco por causa da fuligem. O monge deu de ombros, fechou os olhos e voltou a pegar no sono. Eu o acompanhava […]

  5. O trigésimo-quarto dia da travessia – a cruz

    Acordei bem-disposto. E tarde. O caravaneiro já retornava com o falcão pousado na grossa luva de couro do braço esquerdo quando enchi uma caneca com café fresco na tenda que servia de refeitório. O acompanhei com o olhar. Ele entregou o pássaro aos cuidados de um encarregado e remexeu nas suas coisas em busca de […]

  6. Todo o oceano dentro de uma garrafa

    O silêncio não era absoluto por minha causa.  Aquela hora, eu apenas ouvia os meus próprios passos pisando no calçamento de pedras seculares através das ruas sinuosas e estreitas. A pequena e agradável cidade que fica no sopé da montanha que abriga o mosteiro ainda adormecia. Eu tinha pego um trem noturno que fazia uma […]